24 de março de 2020

Marcas que se preocupam com o planeta

Olá MPM, vamos bater um papo super legal sobre consciência de consumo?!

O nosso maravilhoso setor da moda, que tanto amamos, infelizmente é um dos que mais poluem o planeta, nos últimos anos as marcas vem entendendo a importância de uma produção mais consciente e sustentável. Não dá mais para se produzir do mesmo jeito de 20 ou 30 anos atrás.

O mais legal dessa mudança são ideias que têm surgido na hora da produção. Roupas e sapatos a base de garrafas pet, peças que não usam pele de animais e produtos biodegradáveis são algumas das novidades no mercado. É lindo ver esse tipo de movimento até em grandes marcas internacionais. Nosso planeta é a nossa casa e precisamos hoje mais do que nunca cuidar dele.
Então, nesse texto irei apresentar algumas marcas que produzem de uma maneira mais sustentável e que tentam não agredir o meio ambiente.

AHLMA
Uma marca do grupo Reserva, que carrega um estilo único. Peças icônicas, clean e sustentável. Ela busca produzir de uma maneira consciente e sem agredir o máximo possível nosso planeta. Vale a pena conhecer. Além de não usar nenhuma fibra animal.


OSKLEN
Essa foi uma das primeiras marcas no Brasil a se preocupar com uma produção têxtil de baixo impacto. Desde sua fundação em 1989, a Osklen vem inovando nas suas coleções, com seus corantes naturais e sedas orgânicas.

ZEREZES
Agora vamos de acessórios! A Zerezes é uma marca carioca de óculos que nasceu em 2012 e que se preocupa muito em não causar impactos ao meio ambiente. São produtos mais clássicos e duradouros.


VERT

Essa é uma das marcas mais transparantes no mercado de calçados. Seus produtos são produzidos com algodão orgânico e borracha nativa proveniente da floresta-amazônica, compradas de associações de seringueiros. A Vert realmente cria sapatos de tirar o fôlego.
Conta para nós se você já conhecia alguma dessas marcas aqui nos comentários, e não esquece de acompanhar o MPM nas redes sociais, até a próxima.

Instagram: @modaparameninos__
Twitter: @modaparameninos

Por Leonardo Dêmeris

Nenhum comentário:

Postar um comentário