1 de novembro de 2018

TOP 5 DA #SPFWN46 2018

Resultado de imagem para spfw n46
          Cheia de novidades a edição de número 46, do São Paulo Fashion Week (#SPFWN46) mostrou que a moda brasileira está com caras novas não só na diversidade, mas também na idade ~literalmente~ com stylists jovens mostrando o seu talento na passarela mais famosa do Brasil.
         
       Com novos parceiros, e patrocinadores, o #SPFWN46 trouxe de volta o Projeto Estufa "que nasceu e foi nutrido pela vocação e crença do São Paulo Fashion Week em conectar iniciativas e movimentos dedicados a pensar e criar agora o futuro que queremos, e que acontece em 2018 simultaneamente à edição 46, ocupando o Farol Santander e o ARCA."

Os espaços ARCA e Farol Santander, também foram a novidade da vez. Por anos, acontecendo na Bienal, no coração de São Paulo. Os organizadores levam o evento para a Vila Leopoldina, onde temos dois grandes extremos. De um lado prédios luxuosos, shoppings center como 'El Dorado', e do outro comunidades carentes, e uma população a deriva e esquecida pelos seus governantes. Bem no centro disso tudo, está o espaço ARCA, onde se concentrou os desfiles dessa edição. 
Se essa foi a mensagem que tentaram passar, eu não sei. Mas foi exatamente o que eu sentia, todos os dias em que lá eu estive. 

Ora, vários de nós, preocupados com nossos 'looks', grifes e em busca da pose perfeita para as fotos, e ao nosso lado, pessoas sem ter o que vestir ... sem ter o que comer. 

Moda também é empatia. Pensemos nisso. 

Bom, no bate-papo de hoje, quero destacar pelo menos 05 marcas das quais mais me chamaram a atenção durante todo o São Paulo Fashion Week, e serei bem sucinto, okay? (rs)

Let's Go!

  • 01 - PIET

Apesar de ter sido um dos últimos desfiles. A cada peça que entrava na passarela, eu queria trazer para o meu guarda roupas. A minha vontade era de convidar o Styling Marcio Banfi, para uma amizade sincera, e produzir as peças aqui em casa (hello, acorda!).
Mas, serei audacioso em dizer, que a minha sensação final em relação a Piet. É de que podemos ter uma forte marca brasileira com uma pegada Hype.
Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE
A coleção tem parcerias com Nyke, Rider, Converse, Vicunha e Starter (lindos bonés). Segundo os organizadores, as colabs começam a chegar na loja da Piet a partir de dezembro; a coleção completa chega em fevereiro.

  • 02 - HANDRED

Em seu segundo desfile, a Handred continua mostrando que veio pra marcar e fazer a diferença. Diferente da coleção passada que tinha uma pegada mais Oriente Médio. Essa coleção valorizou o Ouro Mineiro, as terras brasileira. O Brilho do nosso povo. Conta uma história de passado, presente e futuro em uma estética barroca, mas sem perder o modernismo. 
Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE

  • 03 - RATIER

Posso ser um pouco presunçoso em dizer isso, mas acredito que a Ratier seja uma das queridinhas, e também uma das streetwear mais aguardadas da temporada. Nessa temporada, ela sai uma pouco da cidade, e leva a sua visão para o campo/interior, do jeito dela, mais leva (rs). O que me chamou a atenção é que eles mantem então a 'vibe' black and white muito característica da identidade da marca, mas acrescentam outras cores, que até então não havíamos visto nas peças da Ratier. Particularmente, eu curti demais!
Fotos: Rafael Chacon / Ag. FOTOSITE

  • 04 - COTTON PROJECT

"A Cotton tem um jeito muito peculiar de trabalhar. Sua coleção de passarela é praticamente a mesma da loja e tem bastante apelo comercial, porém, não nos traz aquela sensação de déjà vu ou de vitrine de loja. Seus desfiles são sempre apresentações agradáveis, um convite a entrar no universo da marca. E essa conquista vem do fato de que a CP não nasceu na moda, ela vem do mundo do surf e streetwear e trabalha rodeada por seus amigos e pessoas com quem compartilham os mesmos valores." - faço minhas as palavras da ffw. A Cotton, não tem a irreverencia das passarelas, mas não cansa com 'o mais do mesmo', sempre trás o novo, e inova. 
Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE

  • 05 - CACETE COMPANY

É claro que eu precisa terminar com uma legítima marca de street, não é mesmo? Pelo menos para mim. A Cacete tem mostrado cada vez mais, o que a rua quer e tem de melhor para a moda. A Cacete já havia desfilado no SPFW como parte do Projeto Estufa. Após um ano, agora como parte do calendário oficial, ela mostra sua evolução com uma coleção incrível assinada pelo styling Pedro Moura. Camila Yahn, define que "Em 30 looks em que usam jeans, cetim, malha, chiffon de seda e tule, a Cacete mostra habilidade para evoluir comercialmente sem perder sua identidade e energia."
Fotos: Zé Takahashi / Ag. FOTOSITE
E então, curtiram? Qual dessas vocês mais se identificam? Deixa o seu cometário por aqui, ou em nossas redes. Pode ser no instagram ou facebook (só clicar)
Preciso dar alguns agradecimentos especiais ao pessoal da MKT Mix, que sempre nos dá um apoio bem bacana para a cobertura do SPFW. Valeu Virgínia!
Ao Itboy, que foi um grande parceiro nessa temporada. Gratidão, Ruy!Por hoje é só, pessoal! (rs)
Até a próxima.

Abraços do Brum.
facebook.com/viniciusbrum
Vinícius Brum
Colunista


Nenhum comentário:

Postar um comentário