25 de abril de 2017

Saúde é Tendencia: Tudo sobre Suplementos Alimentares! Primeira Parte


Olá, galera do MPM!! Tudo bem?! Aqui é o Fran e faz algum tempo que não apareço por aqui! Mas voltamos com força total e com nova coluna. É o “Saúde é Tendência!”


Atualmente é muito maior a busca e o cuidado com o corpo, a tão falada “Geração Saúde”. Porém é comum vermos em noticiários efeitos colaterais desse busca excessiva. A partir de agora, vamos nos encontrar mensalmente com especialistas de varias áreas, para falar mais sobre como ter o corpo perfeito, sem deixar sua saúde de lado, porque afinal de contas, é isso que realmente importa!
A Proteína Whey Isolada concentra 90% de proteína em sua composição e para se obter esse tipo de proteína, o soro é passado por processos mais rígidos de filtração, onde é eliminado o colesterol, gorduras, lactose e hidratos de carbono, aumentando assim o nível de proteína.

E para inaugurar nossa coluna, tivemos o prazer de conversar com a Dr. Janaina Goston, que vai nos esclarecer dúvidas sobre "Suplementos alimentares: Benefícios e riscos". Atualmente Janaina está como colunista do programa Alimentação Saudável na rádio CBN BH (106,1FM) todas às segundas e sextas feiras entre 10h30 e 10h45, além de possuir uma vasta experiência acadêmica lecionando em cursos de graduação, pós e atualização profissional na área de nutrição. (Veja no final da matéria seu perfil acadêmico mais detalhado).
Nesta estreia de coluna, vamos publicar a entrevista dividida em 3 post's, uma vez que o assunto rendeu bastante conteúdo de extrema relevância, e assim optamos para que não houvesse perda de conteúdo.

1) Primeiramente é uma honra tê-la conosco na inauguração da nossa coluna "Saúde é Tendência!". Sem mais delongas... vamos ao que o público quer saber. Uma das principais perguntas e dúvidas que as pessoas que começam a praticar atividade física têm seria a qual suplementação que deve ingerir, sem se perguntar ao menos a sua necessidade. De modo geral, qual a real importância e necessidade do uso de suplementação alimentar para o bom resultado nos treinos??

Os suplementos, como o próprio nome já diz, devem fazer parte da alimentação se houver deficiência de algum nutriente e por isso ser suplementados (por ex. deficiência de ferro por anemia deve ter sulfato ferroso; o mesmo para deficiência da vitamina D; por outro lado podemos complementar em calorias uma dieta deficitária em energia quando clientes têm dificuldade de ingerir um alto volume de comida convencional e podemos complementar com um hipercalórico. Também escolher o consumo de proteínas por meio de fontes naturais como carnes, ovos e leites mas por praticidade podemos inserir a proteína isolada do soro do leite (tão conhecida whey protein) num horário do dia ou duas refeições (em especial após o treino) como um recurso de manter o fornecimentos dos aminoácidos no sangue que ao longo do dia vão reduzindo. Vale ressaltar que para quem tem alta demanda energética diária devido a pratica regular de exercícios pode sim haver maior necessidade pelo consumo de proteínas e o profissional de nutrição determinar em conjunto com seu cliente a utilização da proteína isolada do soro do leite como alternativa a oferta de aminoácidos de maneira para rápida favorecendo a recuperação muscular.

2) A publicidade em torno de marcas de suplementos ricos em proteínas, ou "Whey Protein" como são chamados, é maciça e prometem dentre outros benefícios o ganho de massa muscular magra em pouco tempo. Qual o verdadeiro benefício destes produtos para os praticantes de atividade físicas e como saber se eu tenho indicação para utilizá-los?

A Proteína do soro do leite é de fato uma proteína completa, ou seja, de alto valor biológico por conter todos os aminoácidos essenciais (que nosso corpo não consegue produzir); mas vale lembrar que esses mesmos aminoácidos estão presentes em todas as proteínas de origem animal (leite, derivados, carnes, ovos); sendo assim é possível atingir a demanda de proteínas que o corpo depende por meio de fontes de proteínas completas; a indústria de produtos destinados para atletas e esportistas, utiliza leite como forma de aproveitar tudo o que este pode render, como a caseína (uma proteína completa, porém de lenta absorção, que corresponde a 80% da sua composição). Além de aminoácidos provenientes do soro (20%) isenta de gorduras, lactose e por isso mais rapidamente absorvidos favorecendo a recuperação muscular.
3) Todos os esportistas tem que usar whey protein para recuperação muscular?
Claro que não! A alimentação convencional por meio das proteínas de origem animal, em especial, são capazes de oferecer ao nosso corpo os aminoácidos necessários para reparo. A diferença é que as quantidades de proteínas deverão ser oferecidas e calculadas mediante o horário de treino, as necessidades diárias para que não haja risco de se ofertar ao mesmo tempo alta quantidade de gorduras, dado que fontes alimentares proteicas de maneira geral são gordurosas e por isso a necessidade de um nutricionista em esportes para adequar essas quantidades no dia.

A proteína do soro do leite, diferente da alimentação convencional, favorece o aporte de aminoácidos mais rapidamente, porém isso não é garantia de ganho de massa muscular mais rapidamente, pois para que isto ocorra, não basta apenas ter proteínas na célula muscular e sim um ambiente anabólico favorável dentre eles, genética favorável, e capacidade de produção proteica muscular proporcional à de consumo pelo organismo.
4) O uso exacerbado de Whey Protein podem trazer malefícios a saúde? Quais? 
Todo excesso de nutrientes pode trazer malefícios, dentre eles o efeito contrário ao que se deseja, ganhar gordura (G) ao invés de Massa magra (MM). Por exemplo, o excesso de proteínas, seja ela como vier (de alimentação convencional ou suplementação) pode ser convertido em gorduras e se acumular no tecido adiposo. Vale ressaltar que whey protein tem calorias e por isso deve fazer parte da dieta desde que previamente calculados por um profissional de nutrição; assim nem calorias, nem proteínas estarão excedidos; não é a whey protein que sobrecarrega fígado e rins, e sim o excesso de proteínas a longo prazo associado a alimentação desequilibrada.

5) Caso eu precise utilizar, quais o critérios que eu devo levar em conta para comprar uma boa marca de "Whey Protein"?
A industria de suplementos é obrigada a fornecer produtos que obedecem a RESOLUÇÃO-RDC No- 18, DE 27 DE ABRIL DE 2010 que prevê a regulação técnica dos alimentos para atletas de modo geral. Assim apenas estão previstos para atletas as classes: I- suplemento hidreletrolítico para atletas; II - suplemento energético para atletas; III - suplemento proteico para atletas; IV - suplemento para substituição parcial de refeições de atletas; V - suplemento de creatina para atletas; VI suplemento de cafeína para atletas. O que não está nessa resolução não pode ser comercializado no país como alimentos para atletas. Então beta alanina por exemplo, suplementos usado para recuperação muscular, não fazendo parte dessa resolução, não pode ser comercializado em nosso país.
Então um bom whey protein deve conter em sua composição no mínimo, 10 g de proteína na porção.
O produto pronto para consumo deve conter, no mínimo, 50% do valor energético total proveniente das proteínas de alto valor biológico com todos aminoácidos essenciais, que nosso corpo não produz e por isso devem vir da alimentação;
Este produto pode ser adicionado de vitaminas e minerais, mas não fibras alimentares e de não nutrientes (p.ex. cafeina e creatina).
As industrias em geral disponibilizam o amino grama da composição cuja presença dos aminoácidos de cadeia ramificada (conhecidos BCAAs) devem compor maior parte da fórmula. Somente um nutricionista em esportes tem capacidade técnica para prescrição de um bom whey protein. Também deve se determinar na prescrição, se é pertinente o uso da versão concentrada, isolada ou hidrolisada.

A Proteína Whey Concentrada não é considerada a proteína mais pura por passar por um processo mínimo de filtragem durante o seu processamento, o que não quer dizer que não seja de boa qualidade. A diferença é que esse processo torna sua absorção mais lenta e contém lactose, gorduras, carboidratos e minerais. Pode ser usada como lanche intermediário, ficando as versões isoladas ou hidrolisadas para uso imediato após os exercícios físicos.
A versão hidrolisada consiste na quebra das moléculas de proteínas em peptídeos menores por processos químicos ou enzimáticos, o que torna a absorção mais fácil e completa pelo organismo, mas em geral recomendada para atletas profissionais e pessoas com intolerâncias (p.ex. lactose) ou problemas de digestão (pacientes que submeteram a cirurgia bariátrica para perda de peso).


Sobre Drª Janaina:

Possui títulos acadêmicos importantes: Doutora em Saúde Pública (concentração em epidemiologia) pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre em Ciência de Alimentos pela Faculdade de Farmácia da UFMG. Especialista e Profissional em Nutrição em esportes, título recebido por mérito e reconhecimento na área pela Associação Brasileira de Nutrição (ASBRAN) – 2009. Pós-graduada em Fisiologia do Exercício pela Universidade Veiga de Almeida/ RJ. Graduada em Nutrição pelo Unicentro Newton Paiva (conclusão dez/2003). Detém o título de  Advanced Nutrition Specialist of the International Federation of Body Building and Fitness (IFBB) Academy. Mais informações acesse www.janainagoston.com 

Galera, essa foi a primeira parte da entrevista! Tem muito mais coisa, No próximo post iremos tirar dúvidas sobre os tão usados Termogênicos, BCAA's entre outros! Nós te esperamos por aqui. Grande abraço! E até a próxima!

Francisco Junior
Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário